A minha jornada da heroína

fullsizeoutput_7ce6.jpegSão três anos que migramos, três anos que deixei muito da minha vida para acompanhar a carreira do meu marido. Foram dois países, 5 mudanças, muitas pessoas que conhecemos, muitas conquistas, projetos finalizados, outros que não saíram do papel e claro muita saudade.

E a saudade não é só das pessoas que amamos, dos lugares que nos sentíamos aconchegados, mas no meu caso também é da minha profissão, da minha independência financeira. Saudade que às vezes pode tomar proporções maiores, abalando minhas escolhas, minha autoestima. Nessas horas, temos que respirar, olhar para nossas conquistas, honrar nossa jornada.

E por honrar minha caminhada até aqui, minha jornada como profissional e com tudo que aprendi nessas mudanças, começo o  #projetorainhadeouros.

Esse é um projeto de acolhimento e muita empatia para ajudar e inspirar esse tanto de mulher que por algum motivo ou outro deixou sua carreira, ou precisa de uma inspiração para tomar as rédeas da vida financeira própria ou familiar. Não basta só ter uma remuneração para podermos alcançar nossos objetivos, precisamos perder a vergonha de falar sobre dinheiro, fazer pequenas escolhas diárias e incorporar algumas rotinas.

Quero agradecer muito às pessoas que me acompanharam nessa jornada, ainda mais nesses 3 últimos anos. Muito obrigada ao meu marido, minha família, meus amigos, minha terapeuta, minha coaching e Eliana Rigol (@maternitylivre) que plantou essa sementinha no nosso bate papo filosófico.

 

 

Links: Para me ajudar na organização

Esse primeiro mês de vida nova, foi um mês de muitas descobertas, começar a montar rotinas. Estamos seguindo na base da tentativa e erro, mas casa com nenê e cachorro é uma surpresa por dia.

Alguns links estão sendo muito úteis nessa fase:

Links Orga

  1. Nunca precisei me preocupar com a rotina de limpeza da casa, pois passávamos o dia todo fora em São Paulo e tínhamos uma pessoa para nos ajudar uma vez por semana, basicamente nossas tarefas eram lavar a louça, roupa e manter tudo em ordem aos finais de semana. Esse check list me ajudou bastante a me estruturar por aqui. Quero agora montar uma espécie de calendário com as tarefas em chinês para a moça que vem limpar aqui.
  2. Para facilitar o dia dia, gostei muito desse artigo sobre compartimentar a casa. A ideia básica é que cada área tenha um foco singular, e você deve tratar essas áreas como tal. Há uma razão para tudo isso : por exemplo, usando sua cama para dormir apenas , o seu cérebro irá reforçar a ligação entre estar em sua cama e estar adormecido além de tudo ficar no seu devido lugar.
  3. Fazer papinha todos os dias, exige muita criatividade e planejamento, nesse post tem uma tabela que funciona muito bem. Na hora de cozinhar, basta escolher um ingrediente de cada uma das colunas e colocar na panela.
  4. E por falar em fazer papinha todos os dias, precisei me render a ideia de congelar. Agora faço três ou quatro vezes na semana, e já garanto o menu da semana inteira. Nesse artigo tem um método muito prático de produção de papinhas.
  5. Com a chegada da Panda, precisei adaptar o cardápio do Roberto com os alimentos que ela pode comer, assim consigo cozinhar a mesma coisa para os dois. Para isso precisei rever alguns conceitos da alimentação natural cozida para cães no site Cachorro Verde.
  6. Aqui em Shanghai tem muitas opções para comprar alimentos frescos de todos os valores e qualidades. Estava indo em um mercado toda semana para fazer a feira, mas sentia de alguns alimentos e a variedade de orgânicos era pequena. Uma amiga me indicou um site em inglês que entrega em casa chamado Fields. Achei muito prático, embora seja um pouco mais caro não preciso ir até o mercado sozinha com bebê ou esperar o marido para ir junto. Consegui encontrar frango sem antibiótico e várias opções de orgânicos. Fiquei sabendo que existem outras opções mercados online, quero testar.
  7. Por falar em compra online, aqui na China tem um site chamado Taobao. Uma espécie de mercado livre onde você encontra desde Ipad até tapete higiênico para cachorro. Parece meio complicado por ser em chinês mas com Google Chrome é possível traduzir a página e um amigo nosso daqui tem nos ajudado com as compras. Não estou muito empenhada em saber usar porque sei que vou me empolgar em gastar.
  8. Para quem acha que comer na China é um desafio, aqui em Shanghai tem uma espécie de serviço delivery online em inglês chamado Sherpa’s com muitas opções de restaurante. Tem sido uma mão na roda nos dias de frio, preguiça e poluição .
  9. Mesmo com tanto conteúdo para me organizar, está difícil conseguir tempo e disposição para descer na academia. Fui alguns dias nadar e só. Mas o quadril já está sentindo o sedentarismo e voltou a doer. Ganhei de uma amiga um mini band e consigo fazer pelo menos esse treino da Gabriela Pugliesi em casa. Já é um começo!

 

 

Recomeçando

DSC_0074

Por diversos bons motivos, não consegui mais atualizar o blog. Os planos mudaram, a família cresceu, enfim só para resumir viemos parar China.

2016 começou, chegamos na nossa nova casa numa nova cultura aprendendo um novo idioma, e finalmente começamos montar nosso ninho.

Fiquei pensando se seria uma boa documentar essa nova fase e como deveria fazer. Ainda não cheguei no modelo ideal, mas resolvi começar a escrever pois já estamos em fevereiro e não consegui colocar as ideias em ordem, talvez estivesse esperando o ano novo chinês.

Espero poder me aproximar das pessoas aí do Brasil, mostrar como é o dia a dia num país tão diferente e depois contar para o Roberto como foi a vida dele nesse comecinho. Quero aproveitar esse espaço para compartilhar minhas impressões e descobertas da maternidade, dividir como está sendo parar de trabalhar para me dedicar ao nosso projeto família e também poder mostrar os assuntos que me inspiram na nova rotina.

Então bora (re)começar!